Empty Hands


Follow Fine Alchemy:  Facebook // Instagram // Pinterest // Bloglovin 


 Ler em Português      Read in English

Há algumas semanas atrás, vi uns posts e uns IG Stories de uma blogger a falar do desafio que colocou a si mesma de não comprar nada no prazo de 30 dias! Obviamente, comida e bens essenciais são a exceção. O desafio mesmo é não perder a cabeça a comprar roupa ou maquilhagem, ir aos saldos... no fundo o desafio consiste em evitar a todo o custo gastar dinheiro naquelas futilidades que todos nós gostamos de vez enquando! Até eu mesma às vezes perco um bocadinho a cabeça!

A realidade é que já não é a primeira vez que vejo pessoas a fazerem o mesmo desafio (em alguns casos existem variantes, como por exemplo, evitar simplesmente comprar certas marcas). No final, gosto sempre de ler os artigos em que falam das suas experiências e como evitaram a todo o custo dirigirem-se para o shopping mais próximo! O meu único problema com este gênero de desafios é que no final resume-se (em muitos casos) unicamente a um artigo novo para o blog ou site. Na vida real, passado uns dias ou meses, as mesmas pessoas voltam aos vícios e à loucura que sentiam antes exatamente pelas mesmas coisas. No fundo, o que diziam ter aprendido, ficou no limbo!

Entretanto, no meio destes desafios que fui vendo, dei por mim a pensar nos gastos que tenho tido nos últimos meses. Não foi pensado e não passa de uma mera coincidência mas... nos últimos 30 / 60 dias não tenho efetivamente comprado nada (à excepção do que falamos acima: bens essenciais, alimentação, consultas, prendas de Natal e aniversário... sim porque a minha mãe faz anos em Janeiro)! Nada! Parei por uns minutos a pensar... mas porquê que não senti necessidade de comprar? A realidade é que mesmo antes deste 60 dias, eu não tenho comprado praticamente nada para mim mesma! O que conclui então? Conclui que não foi de todo devido a algum tipo de desafio imposto por mim ou por alguém (mesmo que indiretamente), mas sim devido a vários factores que partilho agora convosco. Pode ser que vejam neles inspiração para aprenderem a controlar aqueles momentos de ansiedade no shopping.

1 _ LIMITES ORÇAMENTAIS: Uma das grandes razões que penso imediatamente é dinheiro! E este ponto tem dois caminhos! 1) Sinto que as marcas têm assumidamente aumentado drasticamente os preços! Vejo isso sobretudo pela Zara. Uso esta marca como referência porque é a que mais visito e a que (dentro dos limites de Portugal) mais compro. Ainda me lembro de ver na coleção deste último Inverno uma camisola de malha com pérolas que rondava 50 euros! Eu gostei da camisola, sem dúvida alguma, mas simplesmente o valor afastou-me imediatamente (e ainda bem)! 2) Sinceramente, não estou num momento da minha vida em que queira gastar muito dinheiro. Acho que muitas pessoas se vão relacionar com isto, porque efectivamente estamos num momento da economia no qual é difícil manter um trabalho ou até arranjar um novo. E se juntamos dinheiro até agora, queremos guardá-lo para outros planos, planos bem maiores, que não sejam somente roupa!

2 _ CUIDAR PARA DURAR: Quando abro o meu guarda roupa, percebo que durante anos felizmente (porque sei que muitas pessoas não podem dizer o mesmo) comprei / colecionei roupa que... ainda hoje gosto! A minha mãe sempre me ensinou desde pequena que a roupa é algo que deve ser cuidada, lavada e arrumada devidamente. Assim, ela vai durar muitos anos! Eu sei que tudo depende também da qualidade das peças que compramos, mas até hoje tive sorte de ainda poder usar roupa que comprei há 3 anos ou mais! São peças que ainda gosto muito e que estão quase como novas, porque quando as comprei, gostei tanto delas, que fiz para cuidar bem delas! Por esse motivo, eu não sinto que me falta algo, sinto que tenho tudo o que preciso e que gosto e daí, não há como inventar motivos para comprar mais!

3 _ SABER QUEM SOMOS: Ainda me lembro de anos atrás, quando ainda era uma adolescente, ir ao shopping e comprar imensa roupa! Tudo o que trazia era tão barato que...não sentia peso nenhum na minha consciência. Pior ainda é que por vezes comprava por comprar, depois nem usava. Agora olho e sei que comprava tudo aquilo porque... estava à procura da minha identidade. É mau envelhecer, eu bem sinto uma imensa dificuldade com os anos passar, mas o lado bom de disso é conhecermo-nos a nós mesmos. E parte desse processo foi entender o que eu realmente gostava e no que me sentia bem. Agora, olho para uma loja e no meio de 100 peças sei que 1 para a qual olho é a minha cara e é o que me sentiria bem, e por isso... não sou aliciada a trazer a loja toda comigo! Além disso, eu vejo sempre no site antes de ir á loja, e isso ajuda-me imediatamente a fazer uma seleção. Mas sinceramente, se for como nas últimas coleções, nem essa 1 peça encontro porque não me identifico sequer com o que as marcas têm criado!

4 _ MOMENTOS DE QUALIDADE: Outra grande razão para não ter comprado completamente nada é... a minha procura por momentos de qualidade! Eu tenho percebido que ao longo destes últimos meses tenho dado prioridade a sair, comer fora, ir ao cinema... em vez de dar a outras coisas! Sinto que de alguma forma o meu dinheiro está melhor empregado em momentos de qualidade com quem gosto do que com coisas acessórias à vida! Com isto não quer dizer que de vez enquando volte a comprar uma peça de roupa ou outra, mas tenho noção que... gosto bem mais de gastar dinheiro em momentos assim. E honestamente, muito esses momentos já não são baratos, por isso.. há que priorizar o que queremos realmente!

Comments

  1. Excelente post! Não podia concordar mais! Eu, para além de ser forreta, tenho os gostos super bem definidos, por isso, a maior parte das vezes entro num shopping e saio de mãos vazias! Acho super importante este tipo de desafios. Mesmo que as pessoas a seguir aos 30 dias voltem a comprar desnecessariamente, de certeza, que ganharam algum conhecimento da realidade de que as coisas são realmente fúteis na maioria das vezes.

    Um beijinho!

    https://healthyfoodandme.wordpress.com/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada! :) Eu por acaso fico bem chateada com posts doutras pessoas a fazerem desafios deste género e depois terminam e voltam aos mesmos hábitos, e usam por vezes a desculpa de que são bloggers e têm de comprar! Não concordo nada com isso! No meu caso nem o assumi como desafio, dei por mim a entender que efectivamente... moderei-me sozinha em relação a compras e vai continuar assim :D

      Delete
  2. Não podia concordar mais. Confesso que por causa do blog, sinto muito a pressão de experimentar todas as novidades, mas a verdade é que desde o Natal que não compro nada para mim e estou nem aí. Felizmente, aprendi a lidar com isso e o desperdício é realmente. Os produtos têm data de validade, a roupa passa de estação e fica tudo ali. E nesta fase, estou muito como tu, privilegiar os momentos de qualidade, comeeeer muito, experimentar restaurantes diferentes, museus, passear... ADORO!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // Ganha um cabaz de novidades da Nyx!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Pois, eu leio muitos artigos em que outras bloggers dizem o mesmo, que sentem uma pressão tal para comprarem novos artigos, senão ficam sem assunto! Mas que sinceramente tento fazer as coisas com o que tenho! Eu adorava poder comprar certas roupas para certas fotos, mas... nunca poderia ficar com elas, talvez porque não as vestisse, ou porque talvez nem quisesse gastar o dinheiro nelas! Logo, para esse caso o que diria é... comprar e tirar fotos e devolver! Se o objectivo é fazer um trabalho mais editorial, é assim que stylists profissionais fazem também :D Mas sim, sem dúvida que gastar dinheiro em momentos e memórias para mim é o melhor!!! Beijinho*

      Delete
  3. Adorei este post! Por acaso nao sou de comprar muita coisa para mim mas também passei a fase de comprar por comprar..e nao por necessidade. As vezes ainda o faço mas com menos frequência
    Beijinhos

    Blog ChocoPink / Instagram / Facebook

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eu quando tinha 18 anos era uma compradora compulsiva (exagero, mas comprava imenso e não vestia nada)! Mas com o tempo fui-me conhecendo melhor e já não consigo omprar só por comprar! Tem de haver uma necessidade ou tem de ser algo que goste mesmooo muito! :D Beijinho*

      Delete
  4. I love to see the effort you're putting into your content Ana! I wish I could find more blogs and articles like this one on the internet.

    It seems that we're immersed in buying things without caring about the consequences, not only because of the excessive consumerism of damaging the environment and emptying our wallets, but also for fill our lives with things that sometimes are just not necessary. I am currently trying to be a more conscious consumer, in everything I buy because I know that money is hard to earn and I want to pursue a more minimalist life in all senses, where I have things because I care and not just for wanting accumulate.

    Wish the best and thanks for all your support :)

    Pablo
    HEY FUNGI 

    ReplyDelete
    Replies
    1. OH, that makes me soooo happy! :D thank you!!
      For me a biggest reason I don't buy that much is because I needmoney for more important things! I honestly I open my wardrobe and... it's full! I don't need more stuff in my life, I already have too much! It's overwelming to look at... even going to shoppings is overwelming for me! x'D I didn't expect not buying anything for so long, but when I noticed that I wasn't buying I was kind of happy, my brain is trained! :D
      Kiss*

      Delete
  5. preciso de fazer isso mas em lanches, vou mesmo ter que fazer, além de ajudar a carteira também ajuda porque não saio tanto de casa e tenho mais tempo para outras coisas!
    beijinhos :) https://ratsonthemoon.blogspot.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eu falei em roupa, mas claro que pode ser para outras coisas! Eu entendo o que falas porque também tive fases que comia muito fora ao almoço e comecei a parar e preferir levar comida, estava a gastar dinheiro e... era escusado! :) Boa sorte para esse desafio, é uma questão e adptação! Beijinho*

      Delete
  6. É um excelente desafio, não sei se conseguiria.
    Beijinhos :)
    https://dailyvlife.blogspot.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Tens de tentar! Eu acho que vale a pena tentar uma vez na vida! :D

      Delete
  7. Adorei o post e identifico-me tanto com o que escreveste, também prefiro gastar dinheiro em momentos do que em coisas. Por acaso ando muito mais ponderada com o que compro, ou forreta, nem sei bem ahah A verdade é que há alguns tempos atrás comprava imensa coisa, então nesta altura de saldos era o descalabro, nem pensava se precisava/ queria realmente aquilo. Mas o que me tem ajudado a controlar as compras é o pensar bem antes de comprar, ver se realmente quero aquela coisa ou se é um impulso consumista, que muitas vezes ainda existe, dai nunca arrancar a etiqueta nem deitar o talão fora até fazer um mês e ter a certeza absoluta que vou usar aquela peça. Outra coisa que ajuda é termos objectivos para o dinheiro, como agora vou fazer um mestrado que não é nada barato, penso sempre bem onde vou gastar o dinheiro. ahah

    beijinho

    The Midnight Effect / Instagram

    ReplyDelete
    Replies
    1. Exacto! Eu também era assim, comprava por comprar! Mas acho que ao crescer também comecei a entender o que gosto e o que não gosto, então quando entro na loja já só vejo o que me identifico, é difícil perder a cabeça :) Mas o que dizes da etiqueta é uma óptima dica! Eu também faço isso, às vezes até fico com a peça e passado meses ainda tem a etiqueta e talão porque deixei ficar caso quisesse devolver! :) Mas sem dúvida, tal como dizes, é uma questão e objectivos e prioridades! :) Beijinho*

      Delete
  8. Adorámos o post e todo o blog!
    O design é fantástico, minimalista mas muito bonito mesmo!
    Seguimos e iremos acompanhar!!

    http://me-myself-and-her.blogs.sapo.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oh obrigada! :D Fico tão feliz! :D

      Delete

Post a Comment