M for Magazines | The Gentlewoman'15







The Gentlewoman is a publication focused on the modern women. In this magazine, you will find women related with various creative areas talking about their art and life in a very honest perspective. 

Funny fact: Did you know that almost 2 centuries ago there was a totally different The Gentlewoman publication? Yes, The Gentlewoman in that time was a conservative illustrated publication for woman. The actual publication doesn't have any connection with that old one, but I thought it was curious existing two publication with the same name but with so opposites concepts! Different times!


In the Spring Summer '17 issue, that strong red cover with Sofia Coppola (girl crush!) caught my eye. But when I start reading, I realize that this edition had so many interesting women (as always...) that I think it became my favorite The Gentlewoman so far.

Along with a lot of brand campaigns (I always like to see them, even if it takes almost the all magazine), I really adored...
1 | The talk with first Minister of Scotland Nicola Sturgeon : come on! It's a rare situation to find a politician to talk to a magazine. And even though I'm not very connected with politic, I love to see the background and stories from people like her and the power behind every action that she's taking for Scotland after the Brexit! You go girl!

2 | No words, just Sofia Coppola: again, she's one of my girl crushes! I adore her style and work, and it was lovely to see a more personal side of her and even the relationship with her father! Also, if you are curious such as I am, in the article you already have some sneak peak in the ambience of her upcoming movie "The Beguiled". And, also I loved her black and white photos, very neat and fragile!

3 | Understanding the importance of sounds with Lucy Bright: I didn't know her, but this article is very peculiar, because she talks about her work that is creating and choosing the soundtracks for movies! I really feel her, the sound in a movie makes the total difference. Try to see a scary movie without sound and... there's no terror!

4 | Knowing how to create a perfume: well, this was for sure my favorite article of the all magazine! This article was wrote around a group conversation between perfumists, designers, creatives... about creating a perfume that curiously generated reactions in people because of a chemical substance in it! I was fascinated to see how a simple chemic can move some parts of our brains! Really incredible!

5 | And last but not least... some of the fashion editorials, especially the ones with theme such as "boob" and "so fine", where you see, divided into two pages, a chest or two legs, respectively, with various dresses that emphasize the boob area or different sandals and shoes, also respectively. So clever!


I don't know if you'll find it in store, maybe just online, for example in Under the Cover. But I felt so emancipated and free when I finished reading it. I felt that everything is possible, we just need to have the guts to do what we love! And own it!

//

The Gentlewoman é uma publicação focada em mulheres modernas. Nesta revista, encontrarás mulheres relacionadas com várias áreas criativas a falar sobre sua arte e a sua vida numa perspectiva muito honesta.

Fato engraçado: Sabias que há quase 2 séculos atrás, havia uma publicação The Gentlewoman totalmente diferente? Sim, The Gentlewoman naquela época era uma publicação conservadora e ilustrada para mulheres. A publicação atual não tem nenhuma conexão com a antiga, mas achei curiosa a existência de duas publicações com o mesmo nome, mas com conceitos tão contraditórios! Outros tempos!



Na edição de Primavera/Verão'17, a capa vermelha forte com Sofia Coppola (girl crush!) Chamou a minha atenção. Mas quando comecei a ler, percebi que esta edição tem tantas mulheres interessantes (como sempre...) que acho que se transformou na minha edição favorita da The Gentlewoman até agora.

A par de muitas campanhas de moda (sempre gostei de vê-las, mesmo que ocupem quase toda a revista), adorei ...
1 | A conversa com a primeira ministra da Escócia, Nicola Sturgeon: vá lá! É uma situação rara encontrar uma política à conversa com uma revista. E mesmo que eu não me sinta muito confortável a falar de política, gosto de ler sobre os antecedentes e as histórias de pessoas como ela e o poder por detrás de cada ação que a mesma está a tomar perante a Escócia depois do Brexit! Vamos a isso!
Follow my blog with Bloglovin

2 | Sem palavras, apenas Sofia Coppola: novamente, ela é uma das minhas girls crush! Eu não resisto ao seu estilo e, claro, trabalho, e foi adorável ver um lado mais pessoal e até mesmo o relacionamento com seu pai! Além disso, se estás está curiosa, como eu sou estou, no artigo já se consegue ter um vislumbre di ambiente do seu próximo filme "The Beguiled". E ainda gostei mesmo muitas das fotografias a preto e branco onde a Sofia aparece, transmitem a sua fragilidade!

3 | Compreender a importância dos sons com Lucy Bright: eu não a conhecia, mas este artigo é muito peculiar, porque ela fala sobre o seu trabalho, criar e escolher as bandas sonoras para filmes que todos conhecemos! Eu compreendo perfeitamente, o som num filme faz toda a diferença total. Tenta ver um filme de terror sem som e... não há terror!

4 | Saber como criar um perfume: bem, este foi o meu artigo favorito de toda a revista! Este artigo foi escrito em torno de uma conversa de grupo entre perfumistas, designers, criativos... sobre a criação de um perfume que curiosamente gerou reações nas pessoas por causa de uma substância química que existia na sua composição! Fiquei fascinada ao entender como um simples químico pode mexer com algumas partes do nosso cérebro! É realmente incrível!

5 | E por último, mas não menos importante... alguns dos editoriais de moda, especialmente aqueles que têm como temas "boob" e "so fine", onde se vê, dividido em duas páginas, um peito ou duas pernas, respectivamente, com vários vestidos que enfatizam a área do peito ou diferentes sandálias e sapatos, também, respectivamente. Tão inteligente!

Eu não sei se ainda a encontrarás em loja, talvez apenas online, por exemplo na Under the Cover. Mas senti-me tão emancipada e livre após terminar de ler esta edição. Senti que tudo é possível, precisamos simplesmente de ter a coragem para fazermos aquilo que gostamos!

Comments

  1. Tenho sempre uma vontade enorme de despender alguns euros em revistas deste género. Já conhecia a Gentlewoman pelo instagram, mas nunca li uma.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Inês! É por acaso uma das minhas revistas favoritas! :D Tens de tentar ler!

      Delete

Post a Comment